Busca

 
 
A estudante do curso de Biomedicina da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Lorena Neves, foi uma das vencedoras no Prêmio Lush 2018 na categoria Jovem Pesquisador - Américas. A cerimônia de entrega aconteceu no último dia 16 de novembro em Berlim, na Alemanha. A premiação contribui com a carreira de pesquisadores que atuam na área de métodos alternativos ao uso de animais em pesquisa. Lorena, que é bolsista do CNPq/UCP, foi selecionada com o trabalho intitulado Using Polyvinylpyrrolidone (PVP) as an alternative to animal inputs in the Western blotting protocol

Aluna da UCP, Lorena Neves, ganha Prêmio Lush na categoria Jovem Pesquisador (Américas)

“Estou muito feliz, pois o Lush Prize é extremamente relevante para a conscientização e a valorização de pesquisas contra a experimentação animal. Já enfrentei muitas dificuldades por defender esse ideal durante a graduação. A possibilidade de substituir insumos animais em pesquisas científicas, bem como de ressignificar os animais não humanos em nossa sociedade, são meus objetivos de vida desde os 19 anos de idade. Foi uma honra representar o Brasil em meio a pesquisadores competentes e revolucionários que também foram reconhecidos pelos jurados do Lush Prize 2018”, comemora a jovem, que já está concluindo o curso de Biomedicina na UCP.
 
Além de agregar a sua formação acadêmica, a vitória para Lorena também é bastante simbólica para sua jornada pessoal, já que a jovem é grande defensora da causa e pretende, com sua profissão, atuar em prol deste trabalho.

“Todos os animais são sujeitos de direitos à vida, integridade física e saúde. E eu não conseguiria fazer ciência, que é minha paixão, sabendo que estou prejudicando essas vidas. Milhões de animais são abatidos anualmente para obter suprimentos de laboratório. Por isso, quero contribuir com pesquisas que tenham qualidade técnica e que sejam pautadas na ética, sem prejudicar nenhum outro animal”, comenta a estudante, que idealizou o projeto justamente após reconhecer as etapas cruéis da obtenção de insumos de origem animal para pesquisas científicas. 

“Infelizmente, mesmo os experimentos que se dizem alternativos por não usarem animais, ainda se faz uso de insumos de origem animal. Vi a necessidade de questionar essa prática e estudar possibilidades realmente livres de crueldade. Esse prêmio será utilizado para o financiamento de todas as etapas de minha pesquisa. Temos muito trabalho pela frente e sem esse suporte da Lush Cosmetics isso não seria possível”, afirma a vencedora, que concorreu com mestres e doutores.

Orientadora da estudante, a professora Paola Cappelleti destaca o empenho e destaque da jovem em sua trajetória acadêmica, assim como a paixão pela causa que motiva e contribui no resultado do trabalho.

“Lorena é uma aluna com uma dedicação incomparável e um senso de respeito à vida, seja qual for incrível. Isso nos uniu desde o começo por ela ser totalmente a favor da proteção dos animais e eu também. Dessa maneira ela pensou em como ajudar nesse propósito com a profissão dela, futura biomédica. Tendo essa inquietude em mente começamos a pesquisar, e Lorena decidiu que queria investigar reagentes que possam substituir insumos utilizados na rotina laboratorial e na pesquisa de origem animal. O orgulho desse prêmio da Lorena é imenso e a emoção indescritível”, celebra a professora.