Busca

 
 
A cidade com maior população idosa da Região Serrana do Rio – aproximadamente 43 mil acima de 60 anos, segundo o IBGE - Petrópolis acaba de ganhar um Polo Avançado de Atendimento ao Idoso que funcionará na Universidade Católica de Petrópolis (UCP). O primeiro do estado e terceiro do Brasil a ter um serviço específico de atendimento ao público da terceira idade, a unidade foi inaugurada nesta segunda-feira (12.11) no Polo Avançado do Centro Judiciário de Resolução de Conflitos (CEJUSC) na Universidade – o primeiro fora do âmbito judiciário. A iniciativa é uma parceria entre a Instituição e o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

UCP inaugura Polo Avançado de Atendimento ao Idoso em parceria com o TJ-RJ

O ato solene contou com a presença da Juíza da 4ª Vara Cível e diretora do CEJUSC-Jacarepaguá, Dra. Lísia Carla Vieira Rodrigues – representando o desembargador do TJ-RJ, Cesar Cury; do reitor da UCP, padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa; vice-reitor, maestro Marcelo Vizani; pró-reitora de graduação, Regina Maximo; pró-reitor administrativo, Anderson Cunha; além dos coordenadores dos Centros Acadêmicos e cursos envolvidos no projeto.

“A importância deste Polo Avançado é pelo pioneirismo da atividade, sendo o primeiro do estado em uma cidade que tem uma das maiores concentrações de idosos. E por possibilitar o atendimento mais exclusivo dessas pessoas, com mais atenção e mais voltado realmente às necessidades da pessoa idosa. Até porque vamos atender além do aspecto jurídico, mas também o psicológico, financeiro e também o relacionamento com as famílias. Muitas vezes a família do idoso precisa de assistência para saber lidar com uma situação nova e que cada vez é mais comum, que é o envelhecimento. Só tenho a agradecer à UCP por ter abraçado essa causa”, disse a Juíza, Dra. Lísia Carla Vieira Rodrigues.

O Polo Avançado de Atendimento ao Idoso da UCP oferecerá para esse público em especial serviços no âmbito jurídico, mas também nos aspectos econômicos e psicológicos para problemas como: violência ao idoso, superendividamento e relacionamentos familiares. Será um espaço não apenas de mediação para questões relacionadas às pessoas da terceira idade, mas de atendimento em diversas áreas com suporte do corpo docente dos Centros Acadêmicos da Universidade.

UCP inaugura Polo Avançado de Atendimento ao Idoso em parceria com o TJ-RJ

Inicialmente, o espaço estará aberto para o atendimento exclusivo ao idoso às sextas-feiras. A ideia é reservar um dia dedicado a esse público, dando não apenas o suporte jurídico na resolução de conflitos, mas também uma atenção a outras demandas da pessoa idosa.

“Ficamos muito honrados e felizes com esse momento, da inauguração de um espaço dedicado ao atendimento diferenciado e exclusivo a pessoas que tem tanta vivência e hoje precisam dessa atenção especial. Felizes também em poder contribuir com a nossa formação acadêmica para ajudá-los nessa acolhida do idoso, pois estamos cumprindo com a nossa identidade de um olhar sempre humano e da pessoa integral”, comenta o reitor, padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa, destacando o trabalho que será desenvolvido no Polo Avançado como algo benéfico academicamente, mas também no aspecto humanista.
 
“É um crescimento para nós, porque sempre vejo o momento de uma atividade social solidária como um crescimento muito grande. E certamente é um ganho também na formação dos nossos alunos e docentes que terão um crescimento de fato incalculável no aspecto do conhecimento, mas acima de tudo, na sua formação humana. Acho que a UCP dá um passo significativo nessa direção quando assume um programa desse nível”, frisa padre Pedro Paulo. 

IBGE aponta crescimento de 18% no número de idosos em 5 anos

De acordo com pesquisa feita pelo IBGE, nos últimos cinco anos o número de idosos cresceu 18%, ultrapassando 30 milhões de pessoas nessa faixa etária – com 60 anos ou mais – em 2017. O Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul, ainda segundo o Instituto, são os estados com maior proporção de idosos, ambos com 18,6% de suas populações dentro desse grupo etário.

Para a coordenadora do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da UCP e coordenadora do curso de Direito, Sintia Coelho, a iniciativa proporcionará um crescimento único a todos os envolvidos.

“Ganhamos experiência de vida. Nós ganhamos, os idosos ganham, a sociedade ganha. E os alunos ganham na formação por terem a oportunidade de lidar com esse público tão especial que é o idoso”, afirma.

Pioneira no âmbito da mediação

A UCP está à frente no tema sobre resolução de conflitos, sendo pioneira no âmbito da mediação no município e a primeira instituição do país a receber autorização junto à OAB para reconhecimento da prática em mediação como estágio. Quando o assunto ainda não tinha a atenção devida, foi criado na Universidade um núcleo de prática em mediação para os estudantes do curso de Direito. A UCP também é a primeira instituição do Estado, fora do âmbito judiciário, a abrigar um polo avançado do Centro Judiciário de Resolução de Conflitos (CEJUSC), por meio de convênio firmado entre a Instituição de Ensino Superior e o TJ-RJ.

Pioneirismo e perspectivas do Polo Avançado em Petrópolis é tema de palestra para alunos
 
O trabalho pioneiro e as perspectivas do Polo Avançado de Atendimento ao Idoso da UCP foram apresentadas aos alunos na palestra ministrada pela Juíza, Dra. Lísia Carla Vieira Rodrigues. O encontro aconteceu na noite desta segunda, no Salão Nobre do campus BC. 
Na conversa, a juíza mostrou dados sobre o crescimento da população idosa no Brasil, destacando a importância do trabalho que será desenvolvido no espaço na UCP, nas diversas vertentes propostas.

Palestra para alunos sobre Polo Avançado de Atendimento ao Idoso

“Escolhemos a UCP não foi por acaso. Mas pela tradição e excelência da Instituição, que já tem uma estrutura para atender essa demanda. E este é um trabalho que será modelo para outras unidades na capital e também em todo o estado”, disse a juíza.