Busca

 
 
A UCP esteve representada no Congresso Internacional da Associação Brasileira de Linguística - ABRALIN50 - Linguística na Contemporaneidade: Desafios, Debates e Propostas, que aconteceu neste mês, em Maceió. O evento foi realizado entre os dias 5 e 9 e contou com a participação da professora do curso de Letras, Deise Ferreira Viana de Castro, e da aluna Maria Clara Castellain Mayworm, ambas apresentando trabalhos.

Aluna e professora da UCP participam de Congresso Internacional de Linguística

A docente da UCP, que é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem na PUC-RJ, apresentou a comunicação intitulada A entextualização na co-produção dos discursos legais envolvidos nas histórias de mulheres infratoras que pleiteiam a prisão domiciliar em lugar da prisão coercitiva.

“A participação em um congresso é sempre importante e agrega conhecimentos, pois assim temos contato com outros pesquisadores e seus trabalhos. Tendo em vista que a Linguística é uma área que abrange diversas linhas de pesquisa, é relevante conhecê-las, bem como as teorias mais recentes. Acredito que, para os alunos, a participação em um congresso ajuda a ampliar os interesses e as perspectivas de pesquisa. Para mim, como professora e pesquisadora, também é necessário divulgar os resultados de minha pesquisa de doutorado que está em andamento”, disse a professora, uma das incentivadoras da aluna Maria Clara.

Aluna da UCP participa de Congresso Internacional de Linguística

A graduanda, que concluirá o curso de Letras pela UCP no próximo mês e já está cursando o Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem na UFF, apresentou a comunicação intitulada Políticas linguísticas em contexto de migração e refúgio: o direito fundamental de se expressar.

“O evento foi muito importante. Primeiro por ter a experiência de ir a congressos e expor trabalhos; e você ver o que está sendo produzido cientificamente no país na área que a gente estuda. Mais importante ainda é poder fazer contato com pessoas de outras universidades. Ver o que está sendo pesquisado em outros lugares e como é interessante isso. E é através da troca que a gente agrega o nosso conhecimento. Acho que quando participamos desses congressos e simpósios isso fica muito claro, como o conhecimento é uma troca”, comenta a aluna, que destacou o incentivo dos professores da UCP com os alunos na área de pesquisa.