www.ucp.br

Professora e estudantes do programa de pós-graduação em Educação da UCP se apresentam no VI seminário estadual da ANPAE - RJ e o XIII Encontro Estadual da ANFOPE

Entre os dias 14 e 16 de fevereiro, foi promovido o VI Seminário Estadual da ANPAE - RJ e XIII Encontro Estadual da ANFOPE na Universidade Federal Fluminense, com o tema: O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM TEMPOS DE CRISE. O evento contou com a presença de diversos pesquisadores renomados, como: Gaudêncio Frigotto, Jorge Najjar, Maria Celi Vasconcelos, Lucília Lino, Iria Brzezinski, entre outros.

A Associação Nacional de Política e Administração da Educação, ANPAE, visa à realização periódica dos Seminários Estaduais do Rio de Janeiro para fidelização de um grupo de pesquisadores, estudantes de pós-graduação e de graduação, além de profissionais das redes públicas de educação básica em torno da ANPAE, fortalecendo a instituição e a discussão das questões sobre gestão e políticas públicas da educação no Brasil. Fortalecendo, também, a pesquisa acerca dessas temáticas nas universidades do estado.

A UCP foi representada no encontro pela Profa. Dra. Jane do Carmo Machado e os estudantes Denize Amorim Azevedo Mendes, Gisela Guedes Duarte Silva de Oliveira, Juliana Luiza Pintos dos Santos Teixeira, Moacir dos Santos da Silva e Daniela A. do Nascimento que apresentaram as pesquisas desenvolvidas junto ao Programa de Pós-graduação em Educação da UCP por meio de comunicações orais e pôsteres. 

 

unnamed 2

Mestranda Gisela Guedes Duarte Sila de Oliveira e a Professora Doutora Jane do Carmos Machado.

 

f

Mestrandas Juliana Luiza Pintos dos Santos Teixeira e Daniela A. do Nascimento, Professora Doutora Jane do Carmos Machado e a Mestranda Denise Amorim Azevedo Mendes.

 

Petrópolis, 22 de março de 2017

Curso de Psicologia da UCP realiza visita técnica com os estudantes na Cervejaria Bohemia

O Centro de Ciências da Saúde, através do Curso de Psicologia, realizou, no dia 15 de março,  uma visita técnica na Cervejaria Bohemia com os estudantes matriculados no Estágio Supervisionado em Psicologia e Processos de Gestão, com o objetivo de aproximar a teoria da prática profissional, oferecendo oportunidades para um crescimento pessoal e profissional.

"O curso de Psicologia da UCP preocupa-se com a qualidade em seu processo de formação em todas as áreas do conhecimento em que se propõe formar o estudante. Nosso curso prima pela excelência em suas atividades e busca de consolidação dos conteúdos em atividades de extensão. Vale ressaltar a relevância em oferecer oportunidades para que nossos estudantes tenham uma visão de mercado de trabalho. Esta é uma preocupação de nosso corpo docente visando uma aproximação entre teoria e prática". – Disse a coordenadora do Curso de Psicologia da UCP, professora Mara Noel. 

 

unnamed 11

Os estudantes foram assessorados pelo Prof. do Estágio Supervisionado, Antônio Rubens. 

 

“Os estudantes realizaram o Tour interativo onde foi montada a primeira fábrica de cerveja do Brasil, para posteriormente aplicarem os conhecimentos da Psicologia organizacional através do Recrutamento Seleção e Treinamento dos futuros e atuais colaboradores da empresa parceira. Assim, o curso de psicologia da UCP, com a iniciativa da coordenadora do curso Professora Mara Noel, se consolida junto ao setor empresarial de Petrópolis como parceira, ofertando aos estudantes um campo de estágio para a prática do conhecimento adquirido na sala de aula. ” – Explicou o professor Antônio Rubens, responsável pelo Estágio Supervisionado em Psicologia e Processos de Gestão I e II.

 

unnamed 10

Professor Antonio Rubens com os estudantes Eulília G. Rangel, Betiza Benaion, Fernanda G. Brandolin, Diana K. de Castro, Breno Figueiredo, Lucas Guarisa, Thais Oliveira (estudante de Psicologia e Supervisora de RH da Cervejaria Bohemia) e Maciel G. B. Schifler.

 

Para o estudante de psicologia, Breno Figueiredo, “a visita foi fundamental para os estudantes em processo de formação, pois conhecendo a organização, seus setores e assistindo alguns funcionários no exercício de suas funções, tivemos acesso às reais necessidades da empresa e também das competências necessárias para que os cargos dentro da Bohemia sejam preenchidos. Assim, temos mais condições para a realização de entrevistas no processo seletivo de vagas para a empresa e melhor noção da responsabilidade implicada nessa tarefa". 

 

Petrópolis, 21 de março de 2017

Curso de Psicologia da UCP recebe profissionais de Cachoeiras de Macacu para viabilizar parceria

No dia 08 de março, o Curso de Psicologia da UCP, representado pela coordenadora, professora Mara Noel e pela professora Carla Ferreira de Paula Gebara, participou de uma reunião com profissionais do sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente do município de Cachoeiras de Macacu-RJ.

Na reunião foram discutidas possibilidades de parceria com a Universidade Católica de Petrópolis, em função de uma demanda de capacitação dos profissionais do município para lidar com situações de violência e maus tratos contra crianças e adolescentes.

Estiveram presentes na reunião a Subsecretária de Promoção Social e Trabalho e Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Alcinea Peixoto Hermes, além de três técnicos do Conselho Tutelar: o psicólogo Ronei Viana de Almeida e os assistentes sociais, Gabriela Henriques Lopes e Mariana Pinto Pessanha.

De acordo com a coordenadora do Curso de Psicologia da UCP, Professora Mara Noel, “o curso de psicologia da UCP está sempre buscando novas parcerias com o objetivo de ofertar aos estudantes um panorama real da prática profissional que vai além da extensão territorial de nosso município. Nosso curso visa a promoção e prevenção da saúde nos diversos cenários, principalmente o de violação dos direitos humanos, em que a Psicologia possa atuar buscando uma formação consolidada e com base em temas atuais nesta área do saber”.

 

mara

Alcinea Peixoto Hermes, Ronei Viana de Almeida, Profª Carla Gebara, Profª Mara Noel, Gabriela Henriques Lopes e Mariana Pinto Pessanha.

 

“A visita foi de grande importância para a Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente  (CMDCA) e da Equipe Técnica do Conselho Tutelar de Cachoeiras de Macacu, haja vista a receptividade das professoras da UCP que se demostraram inteiramente acolhedoras no que tange às demandas de violência doméstica apresentadas por nós, bem como da possibilidade do estabelecimento parcerias entre Universidade e Poder Público Municipal, através de estratégias de capacitação profissional da rede Municipal de Cachoeiras de Macacu, visando à melhoria do atendimento, proteção, prevenção e garantia dos Direitos à população”. – Disse o Psicólogo Ronei Viana de Almeida, Técnico do Conselho Tutelar de Cachoeiras de Macacu.

A Prof.ª Carla Gebara, que coordenará os trabalhos, é Doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo e tem se dedicado, durante toda sua trajetória profissional, ao desenvolvimento de pesquisas e intervenções na área de violência doméstica/intrafamiliar.

“Esta futura parceria entre a UCP e o município de Cachoeiras de Macacu representará um importante avanço nos esforços de prevenção e enfrentamento às diversas formas de violação de direitos no âmbito familiar, considerando que a capacitação dos profissionais que lidam diretamente com essas situações é imprescindível para uma intervenção qualificada.” – concluiu a Professora do Curso de Psicilogia da UCP, Carla Gebara.


Petrópolis, 21 de março de 2017

 

Dia Internacional da Mulher é comemorado com programação especial na UCP

A Universidade Católica de Petrópolis promoveu, entre os dias 08 e 11 de março, um ciclo de palestras em ​comemoração ao Dia Internacional da Mulher, com o bem estar e a saúde das mulheres como foco principal. ​

No primeiro dia do ciclo de palestras, dia 08 de março, o Centro de Teologia e Humanidade da UCP, através do curso de História, realizou a palestra de abertura “Das Lutas às Conquistas das Mulheres”, às 19h no Salão Nobre do Campus BC.

O objetivo da palestra, promovida para cerca de 230 pessoas, foi expor as lutas e conquistas das mulheres, desde o significado da data instituída, e analisar a conjuntura política brasileira para promoção de igualdade dos direitos da mulher. As palestrantes convidadas foram: Thais Justen Gomes, advogada formada na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Drica Madeira, ex-coordenadora do Centro de Referência em Atendimento à Mulher e ex-presidente da Fundação de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Petrópolis, e Janaina Christina Perrayon Lopes, professora do Curso de História da UCP.

 

historia

Na foto, as palestrantes, Drica Madeira, Janaina Christina Perrayon Lopes e Thais Justen Gomes.

 

O professor do curso de História da UCP, Bruno Tamancoldi, exemplificou o tema da palestra com o Catecismo da Igreja Católica, “que nos exorta sobre a igualdade entre homens e mulheres: o Homem e a Mulher têm a mesma dignidade e são de igual nível e valor. Trabalhar para essa igualdade é o imperativo da Universidade Católica e de modo mais agudo do Curso de História, neste sentido, todas as ações que valorizem os avanços e apontem os retrocessos devem ser fomentados. Agradeço ao Diretório Acadêmico por mais essa ação que muito enobrece nosso curso e instituição”.

Após a palestra de abertura, às 20h50min, também no Salão Nobre do Campus BC, o Centro de Ciências da Saúde promoveu, através do Curso de Psicologia, a palestra “Repensando a Mulher na Contemporaneidade”, onde foi discutido os papéis da mulher na sociedade contemporânea, apresentando questões de valorização e autoestima.

A palestra foi ministrada pela Profª Drª Junia de Vilhena, graduada em Psicologia - George Washington University, mestrado em Ciências Sociais- Catholic University Of America e doutorado em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1984), e pela Profª Drª Joana Novaes, graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1998), Mestrado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2001), Doutorado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004), Pós-Doutorado em Psicologia Social pela UERJ (2008) e Pós-doutorado em Psicologia Médica pela UERJ (2012). 

 

IMG 6174

A abertura do evento contou com a participação de 4 alunos do curso de Psicologia, Ricardo, Jonh Lennon, Lila e Sandra, fazendo a leitura da poesia “O Homem e a Mulher”, de Victor Hugo.

 

lila

Após a poesia, a aluna Lila cantou a música “Maria Maria”, homenageando todas as mulheres presentes no evento.

 

psicilogia mulher

 As palestrantes Profª Drª Junia de Vilhena e Profª Drª Joana Novaes.

 

“A brilhante mesa composta pelas duas professoras doutoras Junia Vilhena e Joana de Morais, respectivamente mãe e filha, abordou de maneira muito inteligente a mulher na contemporaneidade e fez com todos nos refletíssemos sobre a mulher desde o ponto de vista de Victor Hugo (1802 - 1895), abordado na poesia e vivido até os dias de hoje. “ – Disse o professor do curso de Psicologia da UCP, Antônio Rubens. 

 

IMG 6184

Auditório reunido na palestra “Repensando a Mulher na Contemporaneidade”.

 

Para a professora e coordenadora do Curso de Psicologia da UCP, Mara Noel, “ o objetivo desta atividade foi trazer para a academia uma reflexão sobre a identidade social, papéis sociais e supervalorização da estética.  De uma forma agradável e inteligente, as palestrantes trouxeram aos nossos estudantes algumas reflexões importantes sobre o papel atual da mulher na sociedade e as inquietações que tais responsabilidades trazem, como por exemplo em relação a autoestima”. A professora Mara ainda enfatizou “a importância de discussões sobre temas atuais e pertinentes ao processo de formação de nossos estudantes proporcionando aos mesmos uma reflexão crítica em que a teoria e prática podem ser vistas através de situações cotidianas, como os diversos exemplos apresentados durante a palestra”. 

Em paralelo, ainda no dia 08 de março, no Campus BA, às 20h50min, O Curso de Fisioterapia realizou a palestra “Saúde e Prevenção”, com a Professora do Curso de Fisioterapia da UCP, Mestre em Ciência da Motricidade Humana e Fisioterapeuta da Prefeitura Municipal de Petrópolis, Marília Isabel Winter Hughes Leon, e com a enfermeira e ex-coordenadora dos Postos de Saúde do Município de Petrópolis, Mônica Maia.

O objetivo da palestra foi esclarecer a importância da prevenção na saúde da mulher, orientar sobre acesso ao sistema de saúde para estes exames e conhecer os músculos pélvicos.

 

unnamed 6

Na foto, a enfermeira Monica Maia, a professora Marília Isabel Winter Hughes Leon e a professora e coordenadora do curso de Fisioterapia da UCP, Ave Regina.

 

“A enfermeira Mônica Maia que atua no Programa Saúde Família (PSF), do Alto da Serra, e a Profª Marilia Leon abordaram sobre os serviços disponíveis para a população feminina, esclarecendo as estudantes da UCP, como se dá o acesso aos serviços ofertados” – Disse a professora Ave Regina, coordenadora do Curso de Fisioterapia da UCP.

 

unnamed 5

Sala A-206 do Campus BA preenchida na palestra “Saúde e Prevenção, oferecida pelo Centro de Ciências da Saúde da UCP. 

 

“O objetivo do encontro foi fornecer informação sobre o Programa saúde da mulher, elaborado pelo Ministério da Saúde, e como é desenvolvido pela Secretária de Saúde de Petrópolis através dos Postos de Estratégia Saúde da Família (PESF), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centro de Saúde. Onde é oferecido: pré-natal, preventivo, planejamento familiar, vacinas, entre outros serviços. ” – Explicou a enfermeira da Prefeitura Municipal de Petrópolis, Monica Maia. 

 

unnamed 4

Turma de Fisioterapia Reunida com as palestrantes e professoras da UCP após a palestra.  

 

Para Valdiane Ponce, estudante do curso de Fisioterapia, “na semana de nós, mulheres, nada mais interessante do que falar da saúde, de termos acesso à informações tão importantes para a vida acadêmica e pessoal. A UCP sempre proporcionando aos alunos a oportunidade de conhecimento e aprimoramento de temas importantíssimos. Parabéns à Universidade e a todos os colaboradores!"

Continuando a semana dedica às mulheres, no dia 09 de março, às 20h50min, no Campus BA, o curso de Biomedicina da UCP, ofereceu a palestra “DST e Câncer por HPV: atualidades e perspectivas”, com o objetivo de expor o panorama atual das infecções pelo Papiloma vírus (HPV) após uma década do início da vacinação.

A palestra foi ministrada pela Drª Fernanda Carestiato, graduada em Biomedicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1998), com três Títulos de Especialista em Patologia Clínica (2000), Mestrado em Patologia Experimental, Doutorado em Ciências Médicas e todos os títulos pela Universidade Federal Fluminense.

 

unnamed 8

Drª Fernanda Carestiato ministrando para os estudantes de Biomedicina da UCP no Campus BA.

 

"Fiquei muito feliz por ter ministrado a palestra na UCP para alunos com tamanho interesse científico, além de muito receptivos e participativos. O tema ainda gera muitas polêmicas, mas pode ser discutido com todos ao final da palestra, e certamente os conhecimentos obtidos serão difundidos na população, permitindo uma escolha mais segura para a saúde de todos. " – Disse a palestrante Dra. Fernanda Carestiato.

 

IMG 6243

Dra. Fernanda, as professoras do curso de Biomedicina, Camila Brand, Natalia Moysés e Paola Cappelletti, e Adriana Afonso, Diretora do Centro de Ciências da Saúde da UCP.

 

De acordo com a professora Adriana Afonso, Diretora do Centro de Ciências da Saúde e Coordenadora do Curso de Biomedicina da UCP, “a palestra foi excelente, com grande adesão dos nossos estudantes. A Dra. Fernanda nos apresentou um panorama amplo e atualizado sobre as infecções pelo HPV. Foram apresentados dados sobre a eficiência das diferentes vacinas, em desenvolvimento ou já disponíveis no mercado. "

Encerrando a semana, no dia 10 de março, sexta-feira, às 19h30min, o curso de Educação Física convidou Georgette Vidor para uma palestra no Centro Poliesportivo da UCP.

Georgette é treinadora brasileira de ginástica artística. Enquanto técnica, tutelou ginastas brasileiras como Luísa Parente, Soraya e Daniele Hypólito. Com licenciatura em Educação Física pela UFRJ, Vidor iniciou a profissão com apenas quinze anos de idade, no clube Fluminense Football Club. Aos 19 anos de idade, Georgette foi para Europa e estudou francês, dança e ginástica na França. Interessado no seu trabalho, o Clube de Regatas do Flamengo a contratou, em 1980. Com curso de arbitragem, Vidor conciliou as carreiras de técnica e de árbitra até 1997, quando, no dia 27 de maio, ocorreu o acidente com o ônibus em que viajava com sua equipe. O acidente a deixou paraplégica e vitimou sete pessoas. Após o acidente, continuou a carreira de treinadora, mas a abandonou em 2004. No ano seguinte, voltou a lecionar, na Academia ABodyTech, e coordenar o projeto "Esporte Para Todos", promovidos pela ONG Qualivida e da Seleção Brasileira de Ginástica Artística Feminina.

 

DSC 0587 FILEminimizer

Georgette Vidor dialogando com os estudantes sobre a preparação olímpica das atletas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

 

“Gostei muito de estar na UCP. Não é a primeira vez, já fiz uma palestra, alguns anos atrás, com uma exposição de medalhas e troféus, levei minha coleção de todos os eventos que participei, como copas do mundo, pan-americanos, jogos olímpicos, uma quantidade infinita de lembranças contando um pouco da minha vida. Dessa vez foi um convite para a semana da mulher e para falar com o público de educação física, que é sempre um prazer para mim, pois trata-se de uma carreira que tenho muito orgulho e me deu tudo na vida. Estimular esses estudantes e novos profissionais a terem compromisso e seriedade pela profissão, amar o que fazem, é muito gratificante. Gosto de estimulá-los para estudarem cada vez mais para serem profissionais diferenciados. Fiquei muito feliz mesmo, o encontro foi valioso. Receber jovens, numa sexta-feira à noite, motivados e felizes por estarem ali e dividir minha história para saírem mais fortalecidos, não tem preço. ” – Disse Georgette Vidor. 

 

DSC 0603 FILEminimizer

Estudantes e professores de Educação Física reunidos no Centro Poliesportivo da UCP com a palestrante Georgette Vidor.

 

No final da palestra, o coordenador do Curso de Educação Física, Cristiano Queiroz, fez uma pequena homenagem em nome da UCP e falou sobre a importância da influência da treinadora para os estudantes de educação física, para o esporte brasileiro e principalmente para a ginástica artística, “Georgette é uma ótima referência, não só por sua história e contribuições para o esporte, mas também por sua garra e determinação diante dos obstáculos impostos pela vida”. 

 

DSC 0598 FILEminimizer

 Professor Cristiano Queiroz, coordenador do Curso de Educação Física, agradecendo a treinadora pela presença e disponibilidade aos alunos.

 

DSC 0606 FILEminimizer

 No final da palestra, os estudantes fizeram fila para registrar a presença da treinadora.

 

Para Marcus Campeão, estudante do 7° período do Curso de Educação Física da UCP, "foi uma satisfação imensa conhecer essa grande treinadora e mulher com forças sem igual, além de ser muito simpatica. Obrigado Georgette e UCP pela grande oportunidade!". 

 

DSC 0613 FILEminimizer

Professores de Educação Física da UCP, Cláudio, Janine e Cristiano, com a palestrante, Georgette Vidor.

 

"Ter a Georgette Vidor como palestrante na Semana da Mulher foi de grande importância para a formação dos estudantes por ser ela uma profissional de sucesso na Educação Física, conseguindo superar obstáculos impostos pela deficiência e pelo fato de ser mulher em um mundo esportivo dominado pelos homens." - Disse a Professora do Curso de Educação Física da UCP, Janine Meirelles.

 

Petrópolis, 20 de março de 2017

Estudantes do Curso de Fisioterapia da UCP atuam na UTI do SMH

Convênio de estágio entre as instituições permite integração entre a teoria e a prática. 

 

A Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e a Sociedade Médico Hospitalar Beneficência Portuguesa (SMH) firmaram convênio na quinta-feira, dia 11 de março.

O objetivo do convênio é realizar o estágio obrigatório dos alunos do Curso de Fisioterapia do Centro de Ciências da Saúde da UCP, com a finalidade de proporcionar o aprendizado de competências próprias da atividade profissional e desenvolvimento dos estudantes para o trabalho nas dependências de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os atendimentos são realizados da criança ao idoso e os níveis de atendimento são da promoção, prevenção, assistência e a reabilitação.

 

IMG 7420 FILEminimizerA assinatura do convênio foi realizada no SMH e estavam presentes por parte da UCP, o reitor da Universidade, Padre Pedro Paulo de Carvalho, a pró-reitora de graduação, Regina Máximo, a Professora Monica Luiza de Moura, coordenadora de estágio, e a professora Ave Regina, coordenadora do Curso de Fisioterapia. Representando o SMH, estavam presentes os diretores gerais, Dr. Valter José Sillero e o Dr. José Loureiro, e o diretor executivo, Fernando Baena.

 

“O Convênio com o SMH proporcionará a prática dos alunos de Fisioterapia na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital, agregando valor à sua formação acadêmica. Esperamos em breve a ampliação das atividades para outras áreas” – Disse a Pró-reitora de graduação, Regina Máximo.

IMG 7409 FILEminimizerDr. Valter José Sillero, diretor geral do SMH, e o reitor da UCP, Padre Pedro Paulo de Carvalho, na assinatura do convênio.

 

De acordo com o Reitor da Universidade Católica de Petrópolis, Padre Pedro Paulo de Carvalho, "a assinatura do Convênio SMH/UCP é a formalização de uma parceria que representa o encontro de visões de ambas as instituições que vislumbram a necessidade de transpor seus muros e somar forças entre o que elas têm de melhor. Para a UCP há um ganho acadêmico/profissional fabuloso, um ganho de qualidade e abertura de um leque maior de possibilidades futuras de emprego, pelo fato de nossos alunos terem frequentado espaços inéditos, até o momento, pois estarão presentes nas instalações do SMH e, especificamente, no CTI, com toda sua infraestrutura de excelência, sob orientações e supervisão de nossos professores”.  E concluiu: “Será um ganho acadêmico-profissional, porque teremos formado, a curto prazo, mais profissionais da saúde com expertise em CTI, e isso os colocará em melhores condições de serviço e em grau maior de vantagens no que diz respeito a competitividade diante do mercado de trabalho. Tudo isso faz parte de nossos compromissos e metas de formação assumidos com os nossos estudantes”.

“Formar mão de obra em nossa instituição é muito importante. Dessa maneira conseguimos reter profissionais qualificados em nossa cidade e também em nosso hospital”, explicou o diretor executivo do SMH, Fernando Baena.

“O convênio entre a UCP e o SMH inicia uma nova fase de relacionamento entre o ensino e a prática, dando maior vivência aos alunos juntamente com o apoio do nosso corpo clínico”, concluiu o diretor geral do Hospital SMH, Dr. Valter José Sillero.

No penúltimo ano do curso de Fisioterapia, correspondente ao 7º período, os acadêmicos iniciam o Estágio Supervisionado na Clínica Escola de Fisioterapia da UCP, no Programa de Saúde da Família (PSF) e Hidrocinesioterapia. No 8º período, o Estágio Supervisionado ocorre na Clínica Escola de Fisioterapia da UCP, no Programa de Saúde da Família (PSF), Hidrocinesioterapia, Hospital e enfermaria. Já no 9º e 10º período, o Estágio Supervisionado é realizado na Clínica Escola de Fisioterapia da UCP, Programa de Saúde da Família (PSF), Hidrocinesioterapia, Hospital, enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“O convênio com o Hospital SMH vai ser de grande importância para a vivência dos alunos do Curso de Fisioterapia com a Unidade de Tratamento Intensivo, pois ela é indispensável. “ – Ressaltou a professora e coordenadora do curso de Fisioterapia da UCP, Ave Regina.

 

fisioAs estudantes do 9° período do Curso de Fisioterapia da UCP, Raíssa Salles, Lilia Afonso Santos, Fernanda Lioy, Ana Letícia Saldanha, Renata Rocha, Fabiana Antônio Santos, Jéssica Passarone e Dayane Mattos, e as professoras, Ave Regina Azevedo, Marília Winter Leon e Dulce Amélia Santos.

 

Para a estudante Fernada Lioy de Oliveira, estudante do 9° período do Curso de Fisioterapia, trata-se de uma realização pessoal vivenciar essa experiência hospitalar com pacientes críticos, “creio que nos ajudará a experimentar a prática das teorias aprendidas em sala e a nos preparamos melhor para o mercado de trabalho. Esta iniciativa da Universidade veio para ampliar meus horizontes, pois já me interessava pelo assunto, mas agora penso até em me especializar. Acredito que terminaremos nosso curso com a real noção do dia a dia de uma UTI”.

A Fisioterapia é uma profissão com áreas de trabalho muito diversas e em constante crescimento. A UCP tem uma carga horária de estágio obrigatório ampla, de forma que seus alunos se formem com o máximo de conhecimento e experiência nas diversas áreas de atuação fisioterapêutica.

A estudante de Fisioterapia da UCP, Jessica Passarone, reforça dizendo que o curso oferece “estágio na área ambulatorial, na Clínica de Fisioterapia UCP (CIDEPE), onde atendemos a comunidade carente por meio do SUS; atuamos no Posto de Saúde da Família do Alto da Serra, fazendo visitas domiciliares preventivas a pessoas com dificuldade de locomoção; estagiamos também no hospital Alcides Carneiro e na Academia Acqua. Todos os atendimentos feitos pelos alunos são de graça e sempre supervisionados por um coordenador de estágio capacitado. Jessica finalizada dizendo que “o estágio em UTI no SMH vai permitir aos alunos, principalmente aos que desejam se especializar nessa área, uma vivência muito rica de aprendizado com uma das Melhores Profissionais da área, que é a prof. Mônica Luiza, que tem em seu currículo profissional grandes hospitais pelos quais ela já passou, como por exemplo o INCA. Essa troca de experiências tornará os alunos graduados pela UCP ainda mais capacitados e apaixonados pela profissão, que em minha opinião é uma das mais bonitas e gratificantes da atualidade. ”

Para a coordenadora de estágio da UCP, Professora Monica Luiza de Moura, o convênio levará para os alunos a oportunidade de integrar a teoria com a prática, “vivenciando um atendimento multidisciplinar, com uma visão geral do paciente grave”. Já em Terapia Intensiva, a Fisioterapia “vai auxiliar na manutenção das funções vitais de diversos órgãos e sistemas, atuando na prevenção e/ou no tratamento das doenças cardiopulmonares, circulatórias e musculares, com o objetivo de reduzir as chances de possíveis complicações. ” – Concluiu a Professora Monica.

 

Petrópolis, 17 de março de 2017

Redes Sociais

Estamos nas redes sociais. Siga-nos e fique informado.

Periódicos CAPES

logo periodicos