www.ucp.br

Intercambistas da UCP se reúnem em encontro para troca de experiências

A UCP realizou o II Encontro de Intercambistas nesta quarta-feira, dia 10 de agosto, reunindo os estudantes que retornaram ao Brasil e os que viajarão a partir de setembro, para troca de experiências e orientações.

A advogada e mestranda em Direito, Mônica Baptista Faria, irá para a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa cursar disciplinas que complementem seus conhecimentos em Direitos Humanos e finalizar a dissertação. Além disso, apresentará trabalho acadêmico na Conferência promovida pela Associação Internacional de Juristas Democratas (AIJD) e pela Associação Portuguesa de Juristas Democratas em novembro deste ano. "A Faculdade de Direito de Lisboa possui um centro de estudos luso-brasileiro. Quando entrei para o mestrado, buscava mais embasamento teórico para a minha prática. Lá complementarei minha formação com Ciência Política, para consolidar minha dissertação."

Gabriela Marques está no 10º período de Direito e vai para a Universidade de Lisboa. A estudante já se organizou e tem objetivo claro para aproveitar ao máximo a experiência: "A minha monografia é sobre Direito Internacional e lá há possibilidade de acesso a casos da área de meu trabalho, que envolve também os Direitos Humanos."

Fabiana Guimarães, aluna do 8º período de Arquitetura, retornou da Universidade de Lisboa. "Foi uma experiência gratificante; a maneira de ensino é diferente. Aqui tem muita preocupação com a técnica e lá é mais conceitual, com a beleza: foi um desafio para mim, uma experiência muito enriquecedora! A cultura é muito parecida, os portugueses são muito receptivos. Se você for aberto a fazer amizades, será muito bem recebido pelos portugueses. Os professores são muito solícitos com os alunos intercambistas. Lisboa é um lugar que tem tudo a oferecer e vale muito a pena."

Murilo Raposo retornou após dois anos de estudos na Universidade de Petróleo da China, pelo Programa Ciência sem Fronteiras. O primeiro ano foi de aprendizado do mandarim e o segundo ano, especificamente, de disciplinas do curso de Engenharia de Petróleo. Destacou o aprendizado da língua como o grande diferencial para a carreira: "Eu recomendo muito uma experiência de intercâmbio, pela bagagem do idioma e pelo crescimento pessoal. Sair do país te faz tomar mais iniciativas, lidar com dificuldades. Eu me tornei mais extrovertido com essa experiência."

No total retornaram da experiência de intercâmbio, pela UCP, 8 estudantes dos cursos de Engenharias Civil, Petróleo e Mecânica, Administração, Arquitetura, Direito e mestrado em Educação. Dois estudantes - de Administração e Engenharia Civil - estenderam por mais seis meses o intercâmbio e 9 estudantes dos cursos de Administração, Direito, Engenharias, Arquitetura e mestrado em Direito estão embarcando para Portugal, Chile e Peru. Além disso, a UCP tem intensificado o Programa de Intercâmbio no sentido de receber alunos do exterior. Neste semestre, recebemos dois alunos no Peru para o Curso de Engenharia de Produção.

Grupo

A Universidade Católica de Petrópolis possui o NIICC - Núcleo Internacional de Intercâmbio e Cooperação Científica, que oferece apoio e orientações durante todo o processo de intercâmbio. A Instituição possui convênio com diversas universidades no Chile, Peru, Colômbia, Portugal e Espanha. Saiba mais aqui, pelo telefone 24 2244-4089 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. 

Palestra incentiva alunos e aponta caminhos para estudar nos Estados Unidos

Evento do NIICC contou com a presença do vice-cônsul dos EUA no Rio de Janeiro 

Com o intuito de esclarecer dúvidas frequentes sobre oportunidades de estudo nos Estados Unidos e visto americano para estudantes, o Núcleo de Intercâmbio Internacional e Cooperação Científica - NIICC da UCP realizou na noite da última quinta-feira (17), uma palestra com a presença do vice-cônsul dos EUA no Rio de Janeiro, Eric Sullivan, a assessora Maria Cecilia Wolf e o representante do Education USA Academy, Vitor Marconi. Aproximadamente 220 jovens participaram do evento no Salão Nobre da Universidade para conhecer os procedimentos e alternativas capazes de incrementar a vida acadêmica.

 

Consul 2

Evento reuniu mais de duzentos alunos interessados em possibilidades de intercâmbio nos EUA.

 

Em 2015, mais de 23 mil estudantes brasileiros carimbaram o passaporte nos Estados Unidos, entre graduandos, mestrandos e doutorandos. A maioria deles busca melhorar a fluência no inglês, ampliar a visão de mundo e conquistar uma sólida formação em instituições de referência mundial em educação, pesquisa e tecnologia. Com cerca de duas horas de duração, o evento interativo elucidou as principais diferenças entre as formas de ingresso e rotina nas universidades americanas, assim como o passo a passo necessário para quem almeja um diploma em terras estadunidenses.

Marconi garante que conseguir estudar fora do país, embora exija dedicação e esforço, não é um bicho-de-sete-cabeças. O Education USA Academy, programa apoiado pelo Departamento de Estado dos EUA, presta consultoria a esses estudantes. "O primeiro passo é fazer uma seleção entre as 4 mil universidades dos Estados Unidos. No lugar de tentar adaptar o aluno a alguma instituição, nós os ajudamos a identificar aquelas  cujos perfis são similares aos seus. Em seguida é preciso planejar as formas de custeio do programa. Existem alguns tipos de bolsas de estudo que facilitam esta parte", explica Marconi, relacionando as bolsas parciais/integrais acadêmicas, financeiras, artísticas e atléticas.

 

Consul 6

O reitor da UCP, padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa e o vice-cônsul dos EUA no Rio de Janeiro, Eric Sullivan.

 

A terceira etapa é a preparação do candidato. Assim como no Brasil, as notas são sim importantes para conseguir estudar nos EUA. No entanto, há outros fatores que pesam ainda mais na hora da seleção. A admissão holística pode fazer a grande diferença, não só para o ingresso, mas também para a obtenção de bolsas. "Eles vão querer ver seu histórico e será necessário realizar testes padronizados e avaliação de inglês, mas o que eles realmente querem é conhecer você. Por isso, há uma redação onde o interessado discorre sobre sua vida e perfil pessoal. Essa é a hora de se apresentar e convencer que tem os requisitos esperados pela instituição. Se eles gostarem de você, podem até mesmo custear seus estudos", esclarece Marconi.

Após aprovação, é hora de solicitar o visto de estudante e separar toda a documentação necessária.  Segundo o vice-cônsul, essa não é uma etapa complicada, mas é preciso buscar todas as informações por meio de fontes oficiais, já que muitos sites na internet, apesar de tentarem aparentar ligação com a Embaixada Americana, na verdade são irregulares. 

 

Consul 7

O representante do Education USA Academy, Vitor Marconi.

"A maioria dos pedidos de visto é aprovado e nós disponibilizamos todas as informações necessárias para o procedimento em nosso site. Mesmo para os americanos, a experiência cultural dos campus é muito enriquecedora. São muitos clubes e atividades esportivas que tornam esta uma vivência incomparável", conta Sullivan. Ter o passaporte em dia é o primeiro passo para a obtenção do visto, que deve ser solicitado por um formulário na internet, seguido do agendamento de entrevista no consulado. Com tudo certo, é possível viajar até 30 dias antes do início do programa e, após a conclusão do curso, o prazo para a expiração do visto é de 60 dias.

Ao final da palestra, foi aberto o microfone para os alunos tirarem as dúvidas restantes. A oportunidade foi muito bem aproveitada pelos estudantes, como Matheus Bastos, de 24 anos, que cursa Engenharia Civil. "Foi muito esclarecedor. Eu tinha muitas dúvidas sobre como solicitar o visto. Agora descobri que é bem mais simples do que eu imaginava.", disse o aluno, que pretende primeiramente passar um tempo no exterior apenas para aprimorar o idioma e depois cursar o mestrado.

A partir do mês de abril o NIICC vai lançar o edital para os programas de intercâmbio do próximo semestre. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (24 )2244-4089, ou no e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 

Consul 5

Da esquerda para a direita: a secretária do NIICC, Aline Rispoli; o reitor da Universidade, padre Pedro de Carvalho Rosa; o  vice-cônsul dos EUA no Rio de Janeiro, Eric Sullivan; a assessora Maria Cecilia Wolf e o representante do Education USA Academy, Vitor Marconi. 

.

Universidade Católica de Petrópolis e Universidad Católica San Pablo de Arequipa, no Peru, assinam histórico convênio de cooperação

 Possibilidade de intercâmbios para alunos e professores é estudada pela Universidade

 

Os reitores da UCP (Universidade Católica de Petrópolis) e UCSP (Universidad Católica San Pablo Arequipa), padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa e doutor Germán Chávez Contreras, assinaram recentemente um convênio de cooperação entre as Instituições. O contato foi iniciado em 2014 e coroado com a ida do reitor da UCP para o Peru no final de abril deste ano. Durante a viagem foi possível conhecer a UCSP e realizar um encontro com a reitoria e demais autoridades, além dos responsáveis pelas principais linhas de pesquisa da Instituição, que evidenciaram possibilidades de intercâmbio para alunos e professores.

ucsp2

Reitores firmam convênio de cooperação entre as Universidades.

 

“O convênio entre a UCP e a Universidade de San Pablo, em Arequipa, Peru, é mais um passo no processo de internacionalização da UCP que já tem firmado, em sua história, convênios de parcerias com diversas universidades estrangeiras. Esse convênio representa um ganho de qualidade para alunos e professores de ambas as universidades pois, visitando o Campus em Arequipa, pude conhecer as excelentes instalações, o valor que empenham em pesquisa e uma educação que valoriza a pessoa humana em todas as dimensões, tendo como ponto de equilíbrio e princípio motivador o catolicismo. Nossa UCP foi criada como resposta ao problema educacional, na década de 50, e se dedica à investigação livre, responsável, corajosa e alegre da verdade sobre o universo, em todos os aspectos e em seu nexo essencial com a Verdade suprema, Deus, contribuindo para aprofundar o conhecimento do significado e valor da pessoa humana com o esforço da inteligência à luz da Revelação, apontando para o que há de mais elevado, a pessoa humana e sua transcendência, seu destino eterno. Nossas parcerias poderão ser desenvolvidas com intercâmbio de alunos de graduação do curso de computação; pesquisa conjunta na área de políticas educacionais com nosso mestrado e doutorado em educação; pesquisa sobre família com nosso mestrado em psicologia na Linha 1 de pesquisa: Processos cognitivos, interação social e problemas sociais; publicações; entre outros”, destacou o reitor, padre Pedro Paulo.

A aproximação entre as Universidades foi iniciada no ano passado pelo professor da UCP, Martín Ugarteche Fernández, que realizou uma conferência na UCSP durante a semana acadêmica da faculdade de Psicologia. “Na ocasião aproveitei para conversar com a diretora de Relações Internacionais e Cooperação, Maria Alejandra Maldonado Adrian, sobre a possibilidade de estreitar laços entre ambas instituições”, declarou Ugarteche. “Durante o recente encontro entre os reitores ficou evidente a comunhão de ideais das Instituições, tanto na fidelidade à identidade católica quanto no compromisso com uma formação humana e profissional de qualidade”, explicou.

ucsp1

 Aproximação entre as Universidades foi iniciada no ano passado pelo professor da UCP, Martín Ugarteche Fernández.

 

Participaram do encontro entre os reitores várias autoridades da UCSP: doutor Jorge Angulo Paulet, vice-reitor acadêmico; doutor José María Corrales Nieves-Lazarte, diretor da Escola de Pós-graduação; mestre Migiuel Salazar Steiger, diretor do Centro para a Pessoa e a Cultura;  padre Luis Ferroggiaro Dentone, capelão maior da Universidade; doutora María Alejandra Maldonado Adrián e mestre Gerardo Reaño Velarde, diretor administrativo e financeiro.

ucsp3

“O convênio entre a UCP e a Universidade de San Pablo, em Arequipa, Peru, é mais um passo no processo de internacionalização da UCP que já tem firmado, em sua história, convênios de parcerias com diversas universidades estrangeiras", explica o reitor. Na foto: encontro com a reitoria da UCSP.

 

Posteriormente, o reitor da UCP se reuniu com os responsáveis pelas linhas de pesquisa da universidade peruana. Durante o encontro foram evidenciados alguns temas e projetos para a viabilidade de uma parceria mais detalhada entre as Instituições, com a possibilidade de intercâmbios tanto para os alunos quanto para professores de ambas as casas de estudo. Tais oportunidades serão providenciadas a partir dos próximos convênios aditivos que serão assinados entre a UCP e a UCSP.

ucsp4

Encontro com pesquisadores permitiu conhecer os temas e projetos da Instituição. 

 

Sobre a UCSP

A Universidad Católica San Pablo é uma das obras educativas do Sodalício de Vida Cristã, Sociedade de Vida Apostólica de Direito Pontifício nascida no Peru e presente também na Diocese de Petrópolis desde 1990, à convite de Dom José Fernandes Veloso, Bispo Diocesano na época. Desde então, numerosos membros do Sodalício trabalham e estudam na Universidade Católica de Petrópolis.

Programa de Intercâmbio da UCP leva estudantes para universidades em Portugal

Além das instituições na Europa, UCP possui convênio com universidades na Colômbia e no Peru

“O Programa de Intercâmbio é parte da política de internacionalização da UCP. Atuando de forma estruturada, ele auxilia os estudantes no preparo e acompanhamento do processo”, explica o reitor, padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa. Tendo passado por experiência acadêmica semelhante na Itália, ele destaca a relevância do intercâmbio. “É muito interessante estar inserido em outra realidade. Isso contribui amplamente para a formação acadêmica e profissional, mas também para a vida pessoal, expandindo os horizontes”, completa. Além das instituições europeias, a UCP possui convênio com universidades na Colômbia e no Peru e está prestes a ampliar os convênios no Chile e Argentina.

A aluna do sétimo período de Administração, Valéria Midon, diz estar ansiosa para a partida. A fim de aproveitar ao máximo a experiência no Instituto Politécnico de Coimbra, ela optou por cursar quatro disciplinas, sendo duas são compatíveis com a grade do curso na UCP e as outras complementares. “Logo que saiu o edital eu me inscrevi e fiquei super feliz com o resultado! As disciplinas de lá são bem específicas e interessantes, estou bastante animada!”. Ela e outros cinco colegas, de graduações diferentes, partem para Coimbra entre o final de janeiro e início de fevereiro e planejam dividir uma acomodação.

Os interessados no programa podem obter mais informações e acompanhar os editais de convocação aqui.

 Int 01

Grupo de estudantes se reuniu com a reitoria para bate-papo e esclarecimento de dúvidas no período que antecede a viagem. 

 

Int 03

 

Int 04

Estudantes comunicam-se a partir de grupo no WhatsApp e, para otimizar as despesas, alguns planejam dividir as acomodações.

Redes Sociais

Estamos nas redes sociais. Siga-nos e fique informado.

Periódicos CAPES

logo periodicos